Viajando com Audrey Hepburn - Paris

Fotos: divulgação

Paris é a cidade onde Audrey Hepburn mais filmou ao longo de sua carreira. No total, cinco trabalhos dela foram rodados in loco por lá: 

Você deve estar se perguntado: "E Sabrina"? Bem, o simpático filme de 1954 realmente deu destaque para a Cidade Luz como sendo o lugar onde a personagem de Audrey passa um tempo estudando culinária e tentando esquecer um amor não correspondido. O porém é que as imagens da Torre Eiffel e da Sacré-Couer mostradas nesse filme não foram feitas em solo francês, mas nos estúdios da Paramount, em Los Angeles. A notícia boa é que esses cartões-postais foram exibidos, de verdade, em "Cinderela em Paris" e em "Quando Paris Alucina".

Dito isso, confira agora outros 10 lugares parisienses onde Audrey Hepburn deixou a sua marca:

🎥 Hotel Raphael (Avenue Kléber, 17). Esse foi o hotel onde Audrey se hospedou todas as vezes em que esteve em Paris. No terraço dele, que oferece uma vista belíssima da Torre Eiffel, a atriz e William Holden foram filmados para "Quando Paris Alucina".

🎥 Hôtel Ritz (Place Vendôme, 15). Essa instituição francesa ganhou destaque em três trabalhos de Hepburn. Em "Cinderela em Paris", a editora de moda da revista Quality, Maggie Prescott (Kay Thompson), fez um número de dança na frente dele; e tanto em "Amor na Tarde" como em "Como Roubar Um Milhão", os personagens de Gary Cooper (no primeiro filme) e de Peter O´Toole (no segundo) se hospedaram nele e ali receberam visitas das personagens interpretadas por Audrey.

🎥 Champs-Élysées. A avenida que é a cara da cidade foi um dos primeiros lugares a aparecer em "Cinderela em Paris". Na cena, Dick Avery (Fred Astaire) desceu de um taxi nela e começou a cantar "Bonjour, Paris!" e a explorar os pontos turíticos parisienses a partir dali. Ela também é mostrada na cena inicial de "Como Roubar Um Milhão".

🎥 Outros destaques famosos presentes em "Cinderela em Paris" foram os lugares onde Jo Stockton (Hepburn vestindo Givenchy) posou para a revista Quality: a Opéra - Palais Garnier (Place d´Opéra); o Petit Carrousel (Rue de Rivoli, 99) e o Louvre (Rue de Rivoli).

🎥 Jo também esteve em Montmartre para conhecer o filósofo Émile Flostre (Michel Auclair). A casa do mestre do Empaticismo foi ambientada na Rue de l´Abreuvoir, nº 2, onde o pintor Maurice Utrillo viveu e de onde saia para pintar os pontos marcantes do bairro. Hoje, o espaço é ocupado pelo restaurante La Maison Rose.

🎥 Théâtre du Palais-Royal (Rue Montpensier, 8): nessa locação foi rodada a cena mais tensa de "Charada", envolvendo os personagens de Audrey Hepburn, Cary Grant e Walter Matthau.

🎥 Musée Carnavalet  (Rue de Sévigné, 23). Esse é o nome verdadeiro do museu mais visitado de "Como Roubar Um Milhão", o fictício Kléber-Lafayette.

🎥 Do outro lado do Rio Sena, na Margem Esquerda, o famoso Café de Flore (Boulevard Saint-German, 172) apareceu no início de "Amor na Tarde", na cena em que um casal existencialista se beija.


🎥


📕 Essas e outras locações parisienses dos filmes mencionados farão parte do guia "Viajando com Audrey Hepburn", cuja publicação está prevista para junho de 2022, pela Cinetour Publishing. Acompanhe as novidades sobre ele aqui no blog ou no site da editora!


🎥


Aproveite e leia o post "Viajando com Audrey Hepburn" (Parte 1)


Comentários

POSTS MAIS VISTOS

"Encontro de Casais" no paraíso chamado Tahiti

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh