Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

"A Culpa é das Estrelas" e a cena na escultura 'Funky Bones'

Imagem
Fotos: divulgação Desde que A C ulpa é das E strelas ( The Fault in our Stars ) foi lançado, um lugar dos Estados Unidos passou a receber um número de visitantes muito maior do que o usual: o Indianápolis Museum of Art (o I.M.A) .  Todo mundo quer saltar pelos ‘ossos’ do esqueleto gigante, chamado de Funky Bones e, quando digo ‘todo mundo’, não me refiro somente aos adolescentes apaixonados pelo casal Hazel Grace (Shailene Woodley) e Augustus Waters (Ensel Elgort). Uma pesquisa no Google mostra que até senhores de meia-idade renderam-se aos encantos da história de John Green e posaram para fotos no lugar, exibindo o livro do escritor.  Foto: Divulgação A escultura Funky Bones, localizada no parque do museu, o  Virginia B.Fairkanks Art & Nature , aparece em duas cenas do filme de Josh Boone: na primeira, Hazel e Gus ainda estão se conhecendo e fazem um piquenique no lugar. Na segunda cena, a dupla – já namorando firme – volta ali para um papo sério. Prepa

Le Grand Café, em "A Chegada de Um Trem na Estação"

Imagem
Le Grand Café , de Paris, entrou para a história do cinema – e para o imaginário dos amantes da Sétima Arte - como o lugar onde a primeira exibição de um filme foi realizado.  A Chegada de um Trem na Estação foi apresentado ao público no Salão Indiano do café, pelos irmãos Louis e Auguste-Marie Lumière. Dizem que, naquele 28 de dezembro de 1895, o público, assustado com a chegada do trem, entrou em pânico e saiu correndo do local. O prédio original ficava no número 14 do Boulevard des Capucines , zona elegante da cidade. O café atual mudou de número, passando a ocupar o número 04 do mesmo boulevard . Se curte cinema e vai à Paris, que tal dar uma passadinha por lá? Ele é aberto 24 horas e é perfeito para um delicioso café au lait .  Site:   Le Grand Café Capucines . Saiba mais: Outros cafés famosos de Paris

Um tributo à vida de Ernest Hemingway

Imagem
Ele nasceu há 115 anos, exatamente no dia 21 de 07 de 1899, em  Oak Park, uma cidade perto de Chicago, no Illinois americano. Durante sua infância, pescou muito na região, acompanhando o pai. Adolescente tímido, foi líder do jornal da sua escola, algo que lhe dava muito prazer. Decidiu tomar parte na I Guerra Mundial, entre 1918 e 1919. Acabou passando um tempo em Milão, se recuperando de um ferimento de guerra. No retorno aos Estados Unidos, casou-se com Hadley Richardson. Com a esposa e o filho, mudou-se para a Cidade Luz, em dezembro de 1921, dando início a uma das histórias mais famosas de um membro da 'Geração Perdida'. Depois de Paris, o 'Papa' morou em Key West, perto de Miami; em Havana, Cuba; e, encerrou sua vida na casa de Ketchum, Idaho, no dia 02 de julho de 1961. Todas as casas de Hemingway vivaram museus e estão abertas para visitação. Confira os endereços no site:  Ernest Hemingway Collection . Outros sites: Casa onde nasceu Hemingway Casa d

Ontem, Hoje e Amanhã

Imagem
Que tal uma viagem pela Itália , acompanhando Sophia Loren e Marcello Mastroianni por Nápoles, Milão e Roma? Ninguém recusa uma viagem de cinema dessas, não é mesmo? Ainda mais se o guia do passeio for o mestre Vittorio De Sica. Viajemos!  “Ontem”, em Nápoles Na Rua Carbone, número 7, em Nápoles, vivem Carmine e Adelina. Ele, desempregado desde que retornou da guerra. Ela, uma vendedora ambulante de cigarros contrabandeados. Por conta do seu trabalho ilegal, Adelina é indiciada pela Justiça. Sem dinheiro para pagar a multa, a napolitana emenda uma gravidez atrás da outra, na tentativa de não ser presa, até que um dia, Carmine, acabado com a vida de pai de sete filhos, não consegue ‘dar’ conta do recado. Adelina vai para a cadeia, mas o marido, o advogado e a vizinhança inteira fazem uma coleta de dinheiro para retirá-la de tal situação. “Ontem” é uma típica comédia italiana e, ouso dizer, a mais divertida das três histórias. A parte ‘séria’ do filme é mostrar uma Nápoles assolada

"O Incrível Hulk" nas favelas Rocinha e Tavares Bastos

Imagem
Favela da Rocinha numa foto de Fran Mateus No filme " O Incrível Hulk " ( The incredible Hulk ), de 2008, com direção do francês, Louis Leterrier, o Doutor Bruce Banner, interpretado por Edward Norton, vem ao Rio de Janeiro se esconder do FBI. Teoricamente, ele mora na Favela da Rocinha. É ela que aparece numa tomada aérea que descortina os telhados das residências da comunidade e termina com uma imagem do cientista no teto de uma delas. Na prática, no entanto, Bruce se esconde mesmo é na Favela Tavares Bastos, localizada no bairro do Catete e mais conhecida por ser a 'casa' do B.O.P.E, o local de trabalho do famoso e querido Capitão Nascimento (Wagner Moura), da franquia de sucesso "Tropa de Elite" (2007 e 2010, direção de José Padilha).    Bruce Banner (Edward Norton) na Favela Tavares Bastos Foto: Divulgação Na Tavares Bastos, Bruce vive seu dia-a-dia: vai ao trabalho, numa fábrica que engarrafa bebidas (montado num estúdio canadense),

A Lebre com Olhos de Âmbar

Imagem
Hoje, eu finalizei uma viagem nostalgica, familiar e histórica, em que pude acompanhar o escritor Edmund De Waal, num tour por Odessa, Paris, Viena, Tóquio e Londres, através do seu livro  A Lebre com Olhos de Âmbar ( The Hare with Amber Eyes ). Filho de mãe austríaca, pai holandês e pertencente a uma família de judeus, De Waal herdou uma coleção composta por 264 netsuquês de seu tio-avô, Ignace Ephrussi (Iggie), e decidiu conhecer a história daquelas pequenas obras-de-arte japonesas, que atravessaram gerações na sua família e, agora, estavam consigo. A principal questão era saber por onde passaram todos aqueles minúsculos objetos até chegarem - intactos - nas suas mãos? '  Para tal empreitada, Edmund fez uma revisita a história dos seus antepassados, a partir do ano de 1850 e início em Odessa, na Rússia. Ele desbravou passos do patriarca do clã, Charles Joachim Ephrussi, e de seus descendentes, estes espalhados por toda Europa. Com o destino dos netsuquês em mente, De Waal

Sloppy Joe´s, o bar de Hemingway em Key West

Imagem
Homens do mundo inteiro admiraram - e continuam admirando - o estilo de vida do escritor americano, Ernest Hemingway. Pudera, ele fez o que quis: escreveu grandes sucessos literários (“O Sol também se levanta” e “Paris é uma festa” são os meus preferidos!), caçou pelas savanas africanas, pescou em águas americanas e cubanas, serviu na 1ª Guerra Mundial e foi correspondente de outras tantas, e, para a alegria dos 'machos alfas', bebeu de tudo! Do que havia de melhor e de pior. Um bar que ficou famoso por ter o ‘Papa’ como um dos seus constantes frequentadores foi o Sloppy Joe´s , o primeiro de todos, aberto em 05 de dezembro de 1933, em Key West, na Flórida, Estados Unidos. E o lugar, claro, se orgulha disso. No seu site existe uma honrosa referência à presença de Hemingway - e seus amigos da literatura e da pesca - por lá (nota:  O escritor de "Ter e não ter" morou em Key West de 1929 até 1939 ). Quer dar uma conferida no Sloppy Joe´s na telinha? O bar ap

Piriápolis em 'Asesinato en el Hotel de Baños'

Imagem
O romance policial ' Asesinato en el Hotel de Baños ', de autoria de Juan Grompone , prendeu minha atenção do início ao fim. O escritor uruguaio - aparentemente, um apaixonado por contos policiais - tem jeito para o suspense e conta duas histórias que se entrelaçam de forma muito convincente. Terminei a leitura satisfeita e 'querendo mais'. Tudo acontece em Piriápolis , cidade localizada no litoral uruguaio, no caminho entre Montevidéu e Punta del Este. A primeira parte do livro, ' La Gran Corniche ', transcorre no ano de 1905 e trata da chegada do arquiteto Jean Drufemont à América do Sul, com o fim de realizar um projeto para o rico industrial da época, Francisco Piria.  Durante a estadia do francês no lugar, um misterioso assassinato é cometido dentro do Hotel de Baños . A segunda parte, ' La Sociedad Leibniz ' remonta ao ano de 1966, quando um grupo de intelectuais oriundos da Europa e da América (3 deles são brasileiros) se reúne no Argenti

Do Albergue Espanhol ao Enigma Chinês

Imagem
Alguns filmes são capazes de nos envolver e encantar não somente pelo roteiro convincente, divertido e bem contado ou por sua fotografia maravilhosa, efeitos de primeira e figurino de dar vontade de ir numa loja buscar algo igual. Eles conseguem nos marcar, também, por possuir aquele dom de nos fazer sentir empatia pelo que está sendo mostrado na tela e de nos fazer acreditar que aquela poderia ser parte da nossa própria história. E, se a lembrança de vida é boa, o sentimento em relação ao filme chega a ser de paixão eterna. Isso é o que acontece comigo em relação à história de Xavier (Romain Duris) nos filmes "Albergue Espanhol" (2002), "Bonecas Russas" (2005) e "O Enigma Chinês" (2013). Em Albergue Espanhol , Xavier, um parisiense de vinte e poucos anos que, cheio de dúvidas sobre a vida e o futuro profissional, decide ir para a Espanha estudar Economia para, no retorno à Paris, trabalhar numa grande corporação. Em Barcelona, ele mora um ano nu