Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2019

"A Arte de Viajar" de Alain de Botton

Imagem
"A Arte de Viajar", de Alain de Botton (Intrínseca) Por Fran Mateus Se você é uma daquelas pessoas que ama profundamente  desbravar o mundo e viver um pouco de outras realidades, é quase certo que irá gostar de ler "A Arte de Viajar" , de Alain de Botton. E o motivo é simples: com sua escrita agradável e reflexiva, o autor  narra os prazeres e desprazeres das viagens modernas, comparando-as àquelas feitas pelo escritor Charles Baudelaire (1821-1867) e os pintores Van Gogh (1853-1890) e Edward Hopper (1882-1967). Adicionalmente, ele inclui pensamentos sobre a sua experiência como viajante, iguais ao transcrito a seguir, que passou pela sua cabeça durante uma caminhada por Amsterdã: Numa rua com prédios uniformes, parei diante de uma porta vermelha e senti um desejo intenso de passar o resto da minha vida ali. Lá em cima, no segundo andar, eu podia ver um apartamento com três janelas amplas e sem cortinas. As paredes eram brancas e decoradas com um úni

Nova York em "Como Perder um Homem em 10 Dias"

Imagem
Por Fran Mateus Andie Anderson (Kate Hudson) é jornalista da revista feminina Composure e precisa escrever um artigo sobre " Como Perder um Homem em 10 Dias" para a sua seção " How to " . Como cobaia da experiência, ela escolhe Benjamin Benny (Matthew McConaughey), um publicitário da Warren Advertising. O que Andie não sabe é que "ela é quem foi escolhida" pelo rapaz, visto que ele também tem " planos " para o relacionamento dos dois. Em resumo, a situação deles é a seguinte: de um lado, Andie  infernizará a vida de Ben de tal forma que ele termine o namoro em menos de duas semanas; do outro lado, o rapaz precisará  fazê-la apaixonar-se por ele, para poder ganhar do chefe a gestão de uma importante conta relacionada ao público feminino que consume luxo. Quando a guerra entre eles começa, a confusão amorosa está armada. Cenas: jogo do Knicks; o dia em Staten Island e seu retorno de ferry; e a cena na Manhattan Bridge. As c

"Os Brutos Também Amam" (Shane) no Teton Park

Imagem
Fotos: Paramount Pictures Por Fran Mateus (Post em homenagem aos  9 anos do blog Viagem de Cinema) Eu conhecia um pouco da história de " Os Brutos Também Amam " ( Shane , 1953) através da leitura de livros sobre cinema com recomendações sobre os melhores filmes de todos os tempos. Apesar dele ser um dos indicados como tal, eu não o assisti até ver cenas, referências e frases suas no ótimo " Logan " (2017). Foi quando decidi que já estava mais do que na hora de conferir essa história sobre a amizade entre Shane ( Alan Ladd ), um pistoleiro em fase pacífica, e o garotinho Joey ( Brandon De Wilde ). Na cena inicial, Shane aparece cavalgando do Sul de  Jackson Hole , em direção ao seu Norte. Pelo caminho, ele precisa cruzar as terras dos Starretts, o casal Joe ( Van Heflin ) e Marian ( Jean Arthur ), pais de Joey. Ali, numa paisagem emoldurada pela  Cordilheira Teton , o forasteiro para, troca algumas palavras com pai e filho, dá apoio moral a família ao v

Los Angeles - Cidade Proibida: Frolic Room e Pantages Theatre

Imagem
Por Fran Mateus Los Angeles - Cidade Proibida  (1997) foi um dos filmes  noir  mais interessantes do final da década de 1990. A sua história se passa na d écada de 1950, numa L.A tomada pelas drogas. Nela, um trio de policiais de estilos diferentes – o elegante Jack Vincennes (Kevin Spacey), o carreirista Ed Exley (Guy Pierce) e o brutamontes Bud White (Russel Crowe) – querem descobrir quem está por trás de uma série de assassinatos envolvendo tiras e prostitutas de luxo que se parecem com estrelas de cinema.  Além de trabalhar nesse caso,  Vincennes faz extras ensinando atores a interpretarem policiais nos filmes de Hollywood e nas séries de tevê.  Numa noite, após saber que um jovem ator que ele apresentou para um político foi assassinado, o policial vai ao  Frolic Room , toma uma bebida no seu balcão e deixa uma gorjeta de $50 para o garçom (o mesmo dinheiro que recebeu para fazer a fatídica apresentação). Quando ele sai do bar, a câmera exibe a fachada lateral e lum

A Calçada da Fama, entre Hollywood Boulevard & Vine Street

Imagem
Por Fran Mateus Um dos passeios mais cobiçados por quem visita Los Angeles é caminhar pela sua  Calçada da Fama  e apreciar as estrelas dedicadas aos atores e atrizes de cinema, dispostas na  Hollywood Boulevard  (entre La Brea Avenue e Gower Street) e na  Vine Street  (entre Yucca Street e Sunset Boulevard). Confira no Google Maps Essa simpática (e rentável) homenagem a céu aberto começou a ganhar forma em 1953, a partir de uma ideia incentivada por E. M. Stewart, então presidente da Câmara de Comércio de Hollywood, que queria revitalizar a famosa rua e preservar a relação histórica entre o local e a indústria do entretenimento, representada tanto pelo cinema como pela televisão, a música, o rádio e, anos depois, o teatro. As primeiras estrelas foram colocadas na esquina da Hollywood Boulevard com a Highland Avenue em 15 de agosto de 1958. Nelas, os homenageados foram Burt Lancaster (ator), Oliver Borden (atriz), Ronald Colman (ator), Louise Fazenda (atriz), Presto

Catelyn x Cersei x Daenerys: as mães poderosas de "Game of Thrones"

Imagem
Fotos: HBO Por Fran Mateus As fictícias Catelyn Stark (Michelle Fairley), Cersei Lannister (Lena Headley) e Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) são as mães fortes e poderosas de  Game of Thrones , a mais prestigiada série de tevê de todos os tempos. Diferentes entre si e vivendo num mundo de fantasia selvagem e impiedoso, elas têm (ou tiveram) histórias de vida bem distintas das que as mães modernas conhecem, mas os sentimentos de amor e de proteção em relação aos rebentos são exatamente os mesmos. Fotos: HBO Ao lado do marido, Ned Stark (Sean Bean), Catelyn  dominou Winterfell, as geladas terras ao Norte de Westeros, por algum tempo. Juntos, eles tiveram os cinco filhos legítimos mais queridos da série: Robb (Richard Madden), Sansa (Sophie Turner), Arya (Maisie Williams), Bran (Isaac Hempstead Wright) e Rickson (Art Parkinson). Durante as duas primeiras temporadas, Catelyn lutou como pôde para proteger os seus herdeiros, mas foi executada, ao lado do primogênito, sem