Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2019

São Paulo em "De Onde Eu Te Vejo"

Imagem
Por Fran Mateus São Paulo é uma das cidades mais dinâmicas, receptivas e fotogênicas do Brasil. Eclética, essa gigante formada por edifícios de estilos e tamanhos distintos guarda histórias de amor que começam, florescem, sobrevivem e chegam (ou não) ao fim. Um desses casos é o de Ana Lúcia (Denise Fraga) e Fábio (Domingos Montagner), uma carioca e um paulista de Ribeirão Preto que se apaixonam e formam uma vida juntos ao longo de duas décadas. No entanto, depois de tantos anos de convivência, Ana decide que quer uma mudança de rumo e começa pelo próprio casamento. Fábio não concorda com a separação, mas atende ao pedido dela e muda-se para um outro apartamento. Detalhe: a nova residência dele fica num prédio de frente para o da ex-mulher, num andar que oferece vista para a sala dela. Dali, Fábio acompanha o movimento de Ana e vice-versa, dando significado para o título " De Onde Eu Te Vejo ". Além de Montagner e Fraga, o elenco do filme conta com Manoela Alipe

Buenos Aires em "O Segredo dos Seus Olhos"

Imagem
Por Fran Mateus Considerado um dos melhores filmes argentinos dos últimos tempos, o suspense policial " O Segredo dos Seus Olhos ", de Juan José Campanella, nos apresenta a Benjamín Esposito (Ricardo Darín) e Irene Hastings (Soledad Villamil) em dois momentos da vida de ambos: no ano de 1974, quando eles se conhecem e passam a trabalhar juntos no Tribunal de Justiça; e vinte e cinco anos depois, quando a dupla se reencontra e ele lhe revela que quer escrever um livro sobre o mistério em torno do “Caso Morales”, um divisor de águas na história pessoal e profissional deles. Locações em Buenos Aires Se você gostou do filme e pensa em ir para Buenos Aires, anote o endereço de 4 das suas locações para poder conhecê-las. Eu as visitei para o guia cine-turístico  Filmes para você viajar com eles  (Cinetour Publishing).  Palacio de Justicia Local de trabalho de Benjamin, Irene e Sandoval (Guillermo Francella); onde eles se conhecem e se empenham em resolver &q

Paris em "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain"

Imagem
Por Fran Mateus Amélie Poulain (Audrey Tautou) cresceu em Enghien-les-Bains, privada do contato com outras crianças. Adulta, ela vai trabalhar num café de Montmartre, em Paris, onde conhece alguns tipos interessantes do bairro. Um dia, um acontecimento fortuito a faz tomar a decisão de promover momentos de alegria para todos que a rodeiam, como o seu pai, as colegas do café, um cego, o verdureiro, os vizinhos do prédio onde mora, etc.  A jovem não imaginava que, durante essa sua aventura, ela iria conhecer e se apaixonar por Nino Quincampoix (Mathieu Kassovitz), um jovem tão incomum quanto ela. Locações em Montmartre Anote o endereço de 4 locações de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain , dentre 80 exibidas em cena, visitadas para o guia cine-turístico Filmes para você viajar com eles  (Cinetour Publishing). Café des Deux Moulins   O local de trabalho de Amélie vive lotado. Fui lá tomar um café da manhã e aproveitei para dar uma conferida no toalete, local onde George

"Rio de Janeiro para Cinéfilos" (II): 8 roteiros cine-turísticos no Google Maps

Imagem
Por  Fran Mateus Rio de Janeiro é um dos destinos mundiais feitos sob medida para os cinéfilos que gostam de conhecer os lugares exibidos nas telas do cinema. Isso se dá porque, ao longo dos anos, inúmeras produções nacionais e estrangeiras usaram a arquitetura peculiar dessa cidade deslumbrante (e intrigante) para ajudá-los a contar as suas histórias. Muitas dessas locações são lugares famosos, como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, exibidos em quase todo arrasa-quarteirão que é ambientado no Rio; outras, são menos conhecidas do grande público, como o Edifício Pedregulho, presente em Central do Brasil (1998) e Velozes e Furiosos 5 (2011). Para facilitar a vida de quem quer saber quais são e onde estão esses lugares cariocas de cinema, montamos um  mapa , no Google, com 8 roteiros cine-turísticos: O  1º  tour mostra os pontos clássicos da cidade em Copacabana (onde o namoro entre Rio de Janeiro e Hollywood começou para valer no Copacabana Palace), na Urca (Pão

"Rio de Janeiro para Cinéfilos" (I): filmes rodados na Cidade Maravilhosa

Imagem
Por Fran Mateus Em 1933, quando a cidade do Rio de Janeiro foi exibida em " Voando para o Rio ", ela já tinha alguns filmes no seu currículo como locação de cinema. No entanto, foi a partir desse musical romântico hollywoodiano que o mundo "descobriu" a Cidade Maravilhosa (e que o seu luxuoso Copacabana Palace se transformou no hotel das celebridades). Desde então, diversas produções nacionais e estrangeiras têm usado os cenários natural e urbano (ou os recriaram em set ou em computador) da mais cinematográfica das cidades brasileiras (literal e figuradamente) para deixarem as suas histórias muito mais interessantes. Confira quais foram alguns desses títulos, em ordem cronológica: Uma Noite no Rio (1941) A Estranha Passageira (1942) Alô, Amigos (1942) Interlúdio (1946) Orfeu do Carnaval (1959) O Homem do Rio (1964) Terra em Transe (1967) 007 Contra o Foguete da Morte (1979) Feitiço do Rio (1984) Luar sobre Parador (1988) Orquídea Selvagem (1989)

Saga X-Men (2000-2019): de "X-Men: o filme" até "Fênix Negra"

Imagem
Por Fran Mateus X-Men: Fênix Negra  ( Dark Phoenix ) estreou hoje fechando o ciclo de aventuras dos mutantes da Marvel que foi iniciado com  X-Men: o Filme   (2000). Para matar a saudade que já tomou conta de mim, além de conferir o novo título da saga, eu dei uma revisitada nos filmes anteriores e, claro, me diverti muito. Se você quiser inspiração para fazer o mesmo, eu estou deixando, aqui, os posts com os resumos cada um deles. Dê uma olhada. X-Men - O Filme  (2000) Esse filme foi  a primeira adaptação para o cinema das histórias dos X-Men. Nele, Charles Xavier/Professor X (Patrick Stewart) conhece Logan/Wolverine (Hugh Jackman) e se oferece para ajudá-lo a recuperar a memória . Em paralelo, Magneto (Ian McKellen) bola um plano para transformar os humanos em mutantes, acreditando que, fazendo isso, acabará com a desconfiança mútua entre essas raças.  Continue lendo... X-Men 2  (2003) Em Nova York, as aulas seguem seu rumo na escola dos mutantes

"X-Men: Fênix Negra", entre Nova York, Paris e Montreal

Imagem
Por Fran Mateus Sob a direção de Simon Kinberg,  X-Men: Fênix Negra (2019) entrou em cartaz hoje e trouxe de volta boa parte do elenco que conhecemos em 3 filmes anteriores:  James McAvoy (como Professor Charles Xavier), Michael Fassbender (como Erik/Magneto), Jennifer Lawrence (como Raven/Mystique) e Nicholas Hoult (como Hank/Fera), de X-Men: Primeira Classe ;   Evan Peters (como Peter/Mercúrio), de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido ;  Sophie Turner (como Jean Grey/Fênix), Tye Sheridan (como Scott/Cyclops), Alexandra Shipp (como Ororo/Storm) e Kodi Smit-McPhee (como Kurt Wagner), de X-Men: Apocalipse . Resumo: A história começa mostrando a turma de mutantes colhendo os frutos e a fama do bom trabalho feito em  X-Men: Apocalipse   e  colocando os seus valiosos poderes a serviço dos cidadãos americanos. No entanto, após uma operação de resgate no espaço, aparentemente, bem-sucedida, Jean passa a apresentar distúrbios de personalidade e uma força além do norm

Champs-Élysées em "Acossado"

Imagem
Por Fran Mateus Na história desse filme de Jean-Luc Godard, o jovem e inconsequente Michel (Jean-Paul Belmondo) rouba um carro em Marselha e segue para Paris. No caminho entre as duas cidades, ele atira no policial que o persegue, matando-o. Quando chega na Cidade Luz, Michel procura por Patricia (Jean Seberg), uma estudante americana que trabalha para o  New York Herald Tribune . A sua ideia é fugir da polícia local, refugiando-se na Itália e levando a namorada (que desconhece como ele ganha a vida) com ele. Bem, a intenção é essa. Para saber se ela dá certo, nada mais agradável do que assistir ao filme (se você já sabe, talvez este seja um bom momento para revê-lo 😏). Considerado a obra-prima do diretor francês e um dos representantes mais lembrados da Nouvelle Vague ,  "Acossado"  dividiu a história do cinema em  antes  e  depois  dele, pela forma como rompeu com o estilo de se filmar de então. Nele, o diretor saia pelas ruas de Paris com uma câmera nas mãos e r