Os Estados Unidos de "Amor sem Escalas"

A ocupação de Ryan Bingham (George Clooney) é viajar para demitir pessoas. Ou, nas palavras dele “pegar pessoas fragilizadas e deixa-las à deriva”. O que para muitos é um emprego ingrato, para Ryan chega a ser prazeroso, pois assim, ele pode viver de aeroporto em aeroporto, lugar que considera como o seu lar.  Ryan é um solitário que não deseja envolvimento, nem mesmo com a família, que ele trata de manter à distância, um 'estilo de vida' que ele prega em suas palestras motivacionais. Seu único objetivo na vida é alcançar 10 milhões de milhas da American Airlines e se tornar o 7º membro desse seleto clube. E continuar viajando...

Amor sem Escalas (Up in the Air, 2009) nos brinda com um tour pelos Estados Unidos da América. Ele começa mostrando Ryan demitindo pessoas em Phoenix e seguindo para Dallas, aonde conhece a workaholic Alex (Vera Farmiga), com quem passa a manter um ‘relacionamento’ de acordo com as cidades que os dois estejam visitando ao mesmo tempo.  

Ryan, Alex e, posteriormente, Natalie (Anna Kendrick) voam sempre pela American Airlines e hospedam-se no Hilton. Em Miami, o trio fica no Hilton Miami Airport e entra de penetra na festa corporativa da AlphaTech (um evento, cabe ressaltar, que retrata - quase que fielmente - como são as festas de encontros profissionais de muitas partes do mundo, por exemplo, as do Brasil).

A empresa e a casa dele ficam em Omaha, Nebraska. Mas ele é de Wisconsin, onde moram suas irmãs, Kara e Julie.

Em St. Louis, no Missouri, Ryan pede para Natalie tirar uma 'foto da foto’ da irmã e o cunhado com o Lambert Field Airport de fundo. Sobre a relevância do lugar, ele alega que aquele foi o primeiro terminal com formato de abóboda e é o precursor de tudo, do JFK ao Gaulle.

Natalie tira 'a foto da foto' de Julie e Jim em frente ao Lambert Field Airport.
Fotos do filme: Divulgação

Wichita, Kansas City, Tulsa, Des Moines e Detroit são mostradas ‘do alto’ dos aviões. Em Las Vegas, quem dá o ar da graça é a Pirâmide egípcia. Já em Milwaukee, norte de Wisconsin, Julie se casa com Jim e Ryan visita a escola onde estudou. Chicago e São Francisco também aparecem no filme, mas não posso comentar com quais objetivos, para não tirar a graça de quem ainda for ver o filme.

Bem, tirando a natureza fria do trabalho de Ryan e Natalie, ao meu ver, o filme dirigido por Jason Reitman trata de descobertas: do amor-próprio, da amizade e do valor da família. Apesar do título em português, “Amor sem Escalas” tem menos romance e mais drama. Para mim, que desejava assisti-lo há algum tempo, a história toda foi uma grata descoberta.

Comentários

POSTS MAIS VISTOS

"Encontro de Casais" no paraíso chamado Tahiti

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh