"Livre": uma longa caminhada pela Pacific Crest Trail


Fotos: divulgação


"Livre" (Wild, 2014) mostra a longa caminhada de redenção da americana Cheryl Strayed pela Pacific Crest Trail (PCT). Depois da morte da mãe, essa jovem entra numa fase negra, virando usuária de drogas, envolvendo-se com diversos homens e separando-se do marido. Um dia, ao se ver diante de uma situação que a leva ao fundo do poço, Cheryl decide levantar a cabeça e se tornar uma pessoa melhor, a mulher que a sua mãe sempre desejou que ela fosse, e começa a fazer isso caminhando a maior parte da PCT, uma trilha de 1.770 quilometros que se estende do deserto de Mojave, Califórnia, até o estado de Washington. Cheryl percorreu 1.500 km (Uau!) e encerrou a jornada na Bridge of the Gods, no Oregon.

Google Maps


Inspirado na biografia da própria Cheryl, Wild: From Lost to Found on The Pacific Crest Trail, e dirigdo por Jean-Marc Vellée, "Livre" é um filme comovente e conta com, no mínimo, duas interpretações fantásticas: a de Reese Witherspoon, no papel da protagonista; e a de Laura Dern, no de Bobbi, a mãe de Cheryl. No quesito "Fotografia", o filme tem paisagens deslumbrantes da Costa Oeste americana. Para ambientar essa história, a produção filmou tanto em locais reais da PCT como em parques e cidades do Estado do Oregon. Confira algumas locações do filme a seguir. 

No início do filme, Cheryl se hospeda num motel, onde passa a noite. Na manhã seguinte, ela arruma a sua mochila (que ganhou o apelido de "Monstra", de tão imensa que ficou) e pega uma carona até a entrada da trilha (motel: 11324 NE Sandy Boulevard, Portland, Oregon).

Ao entrar na  primeira etapa da trilha, que fica na cidade de Campo, na fronteira dos Estados Unidos com o México, Cheryl marca o momento com a frase: "Se sua coragem sumir, vá além da sua coragem", de Emily Dickinson. Curiosamente, essa cena foi a última a ser filmada e uma das poucas rodadas na locação real. A maior parte das cenas da trilha foram ambientadas em parques como o Oregon Badlands Wilderness, este localizado próximo da cidade de Bend. 

A primeira parada da jovem, Kennedy Meadows Campground, é onde ela recarrega as baterias e recebe não só encomendas como também orientações sobre o que tirar da bagagem para deixá-la mais leve (Kennedy Meadows Road, Pearsonville, Califórnia). No filme, todavia, este espaço foi ambientado no Paulina Lake Lodge, dentro do Newberry National Volcanic Monument, um espaço com mais estrutura para receber uma grande equipe de filmagens (22440 Paulina-East Lake Road, La Pine, Oregon).

A primeira cena exibida no filme mostra a jovem sofrendo com a perda de uma unha, provocada pelo aperto do calçado que ela usava durante a primeira parte da trilha. A filmagem dela jogando uma das botas fora, depois da outra ter rolado penhasco abaixo, foi feita no Monte Hood, uma montanha vulcânica localizada no Oregon (veja no Google Maps).

Em suas lembranças, Cheryl repassa a conversa que teve com Aimee (Gaby Hoffmann), em que contou-lhe que estava grávida, mas não sabia quem era o pai da criança. Essa situação foi a gota d´água para a jovem decidir mudar de vida e encarar a PCT. Na cena, as amigas estão no Kasban Moroccan Cafe (201 NW Davis Street, Portland).

Na rota de Cheryl está a pequena e simpática cidade de Ashland. Ali, ela encontra um grupo de pessoas assistindo uma apresentação musical feita na Main Street. Em seguida, a jovem entra na Moon Rising, onde prova um batom e é informada pela vendedora de que precisa tomar um banho urgentemente (filmagem na Papaya! Living, localizada no 33 da Main Street). Quando deixa a loja, Cheryl é abordada por Jonathan (Michiel Huisman), um rapaz que chamou a atenção dela. Ele lhe entrega um convite para um show que acontecerá a noite. Interessada no bonitão, ela decide ir ao bar, não sem antes jantar um saboroso hamburguer na área externa do Breadboard Restaurant (744 N Main Street). 

No Bar Bar do Mississipi Studios é onde rola o show de música que Cheryl vai assistir para encontrar-se com o seu paquera. No filme, o encontro acontece em Ashland, mas o endereço do bar (local onde a cena foi feita) é a cidade de Portland (3939 N Mississipi Avenue).

Foto: divulgação
No 94º dia de caminhada, uma redimida Cheryl termina sua jornada nessa ponte de treliça de aço, localizada sobre o rio Columbia. Ali, na ligação entre Cascade Loks, no Oregon, e o Condado de Skamania, no estado de Washington, a jovem decide que está na hora de colocar um ponto final no passado (e na trilha) e seguir rumo a um futuro deconhecido, mas que precisaria ser encarado. O que Cheryl não fazia ideia naquele momento era de que o livro que escreveria narrando a sua corajosa aventura seria lido por Oprah Winfrey, viraria um best-seller e ganharia um roteiro fantástico para as telas do cinema, tornando-se um daqueles filmes que a gente quer sempre assistir de novo.


Comentários

POSTS MAIS VISTOS

"Encontro de Casais" no paraíso chamado Tahiti

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh